19.2.07

Ziriguidum VII

Não comentei os desfiles da Império Serrano, Estácio e Mangueira. Mas é pq nada me chamou muito a atenção.

A Estácio reeditou um carnaval. E sério, não empolgou. Tava bonito, carros lindos, diferentes dos de 1987, belas fantasias, mas só.

Pra mim o ponto alto da império foram as baianas. Giraram o tempo todo, fazendo a 'gestação' da coroa do império. Tá, a comissão de frente também tava tudo de bom. Aqueles 'São Jorge' convenceram.

A Mangueira, tirando colocar a Preta Gil (que sério, sem cabimento. Primeiro precisa aprender a sambar e ter simpatia na avenida pra depois de meter na frente de uma bateria) não fez nada de mais. Nem a comissão de frente, coreografada por Carlinhos de Jesus, empolgou esse ano. E deixar a Beth Carvalho de fora, pra mim foi como a Portela em 2005 fechar os portões pra sua velha guarda. De última categoria.

Update: Sério, queriam uma gordinha, colocassem a Fabiana Karla que é simpática, pelo menos.
Tá, tenho q fazer justiça: alegorias e fantasias maravilhosas da verde-rosa. As alas coreografadas também estavam ótimas na avenida.

2 comentários:

Fernanda Souza disse...

Tu conseguiu definir bem o lance da Preta Gil, eu não estava conseguindo verbalizar... Não é por ser "fora dos padrões" como chamou a Globo, e nem por ser metida que fazia tempo que ela não dava as caras, mas exatamente como tu disse, sem carisma e sem samba no pé não dá!

Mirella disse...

É isso mesmo. Uma amiga minha reparou: na transmissão da Globo, ela apareceu "sambando" umas duas vezes. Sambando com aspas, porque eu sambo melhor que ela...

As fantasias da Mangueira são sempre lindas, né? E acho o máximo eles fazerem sempre os desfiles com o máximos de verde e rosa que der. Destaque para as baianas, que estavam deslumbrantes.